segunda-feira, 4 de março de 2024

Mais uma remota menção à Taipu, de 1773

 Fonte: Catedral de Nossa Senhora da Apresentação de Natal, livro de assento de batismos. Documento digitalizado e disponibilizado via https://www.familysearch.org/ark)

 

Trata-se do assento de batizado de Adriana, solenidade realizada na Capela de Jundiahi, aos 29 de junho de 1773, onde consta se o pai da criação natural de Taipu.

Transcrição do assento de batismo:

"Adriana, filha legitima de Pedro Coutinho natural do Curado do Taipu e de [?] Maria desta freguesia neta por parte paterna de Joze [?] natural de Serinhaem e de Dona Maria do Padro natural das Alagoas e pela parte materna de Rogerio de Olanda e Anna Maria naturais desta freguezia nasceu aos quatro de fevereiro do anno de mil setecentos setenta e três e foi batizado com os santos óleos de licença minha na Capella de Nossa Senhora da Conceição do Jundiahi pelo Padre Theodozio da Rocha Vieira Vigario da Villa de Sam Joze aos vinte e nove de junho do anno digo do dito anno; foram Padrinhos Bento do Rego Bezerra e Bernarda Correa de Araujo, sua mulher moradores digo mulher do Sargento mor Rodrigo Alvares Correa; De que mandei lançar este assento em que me assiney. Pantaleão da Costa de Araujo, Vigario do Rio Grande."

Interessante observar que, juntando a postagem anterior, do assento de batismo de Antônio, no ano de 1774, constatamos a presença de pessoas naturais de Taipu, já no século XVIII.

São elas:

Pedro Coutinho (conforme assento, os pais José e Maria do Padro, não eram naturais de Taipu, entretanto, chegaram ao lugar bem antes 1773, data do batizado da neta Adriana, visto que o filho Pedro Coutinho nascera em Taipu).

Jozé da Fonceca Lira (pai de Antônio - postagem anterior) 

Francisco Lopes (pai de José da Fonceca Lira)

Bernarda Bezerra (mãe de José da Fonceca Lira)

Pela cronologia dos fatos, conforme documentados nos assentos de batismo de Adriana e Antônio (postagem anterior) é razoável afirmar que o casal Francisco Lopes e Bernarda Bezerra nasceram em Taipu na primeira metade do século XVIII.

 

 

 

 

4 comentários:

  1. Parabéns amigo, pelo resgate da nossa história 👏🏻👏🏻

    ResponderExcluir
  2. A palavra que antecede Taipu no registro é Curado, referente a uma zona geográfica eclesiástica da Igreja Católica

    ResponderExcluir

Da passagem de João da Maia Gama, a serviço do Rei, por Taipu.

  DIÁRIO DA VIAGEM DE REGRESSO PARA O REINO, DE JOÃO DA MAIA GAMA, E DE INSPEÇÃO DAS BARROS DOS RIOS DO MARANHÃO E DAS CAPITANIAS DO NORTE...