quarta-feira, 23 de setembro de 2020

Curiosidades sobre a ampliação da Igreja Matriz de Nossa Senhora do Livramento


1 - O projeto inicial teria duas Torres?

No livro tombo nº 1, pag. 41v, o Padre Ruy fez anotações, em 28/01/1959, informado sobre o início dos trabalhos da frente da Matriz.  Dentre outras coisas, escreveu Padre Ruy: “Irei aumentar a frente da Matriz e levantar as torres” – Escreveu assim mesmo, as torres, no plural.

2 - Doação da cruz da torre

No mesmo Livro Tombo, está registrado, mais de uma vez, que a cruz foi ofertada pela Usina Ilha Bela.

3 - Doação das portas da frente

Registrou Padre Ruy, no Livro Tombo, que teria conseguido com o Governador Dinarte Mariz 70.000,00 Cruzeiros, para a compra das portas da frente – Um detalhe: a esposa de Dinarte Mariz, em segundas núpcias, era a Senhora Ione Siqueira Mousinho, bisneta do taipuense Pantaleão José Mousinho (1826–1908) e Antônia Joaquina de Moraes (1832-1917)

4 - Tamanho da ampliação

A ampliação foi de 7 metros, conforme registra Padre Ruy no Livro Tombo. Na planta  consta 8 metros, da parte a construir.

5 - Varandas

Na planta consta 2 varandas externas, laterais à torre, na altura do coro - Seria bem interessante. Desconheço alguma outra Igreja que tenha "Sacadas Externas".

 

segunda-feira, 21 de setembro de 2020

Assento de batismo de K-Ximbinho


 Assento  de batismo de Sebastião de Barros - K-Ximbinho

Sebastião, nascido aos 20/01/1917, filho legítimo de Pedro Francisco de Barros e Joana Maria de Barros, domiciliados em Taipu, batizado aos 06/01/1917, foram seus padrinhos Inocêncio Francisco de Barros e Beatriz Maria da Conceição (tios).  O celebrante foi o Vigário Luiz Maria Berchold.

Aqui uma observação: há um erro da data do batismo de K-Ximbinho que nasceu aos 20/01/1917, portanto não pode ter sido batizado aos 06/01/1917, data anterior aos nascimento. 

O assento de batismo está registrado no livro nº 03, folha 14, termo 44, da Paróquia de Nossa Senhora do Livramento - Taipu/RN


sexta-feira, 18 de setembro de 2020

Antiga Coletoria Estadual de Rendas

 

Esta era a Rua do Norte, conforme o Livro de Foros das terras de Nossa Senhora do Livramento, Paróquia de Taipu. Fotografia do fim da década de 60 ou início de 70, provavelmente. Na imagem, as três primeiras casas são: a residência de Sr. Manoel e Dona Fausta Miranda, a casa de Coletoria Estadual de Rendas (popularmente conhecida com a casa de Sr. Juquinha, atualmente o Centro Pastoral) e casa de Pedro Francisco de Barros, pai do ilustre taipuense Sebastião de Barros - K-Ximbinho. 

Fonte: acervo particular da família Gomes de Miranda, gentilmente cedida.

terça-feira, 15 de setembro de 2020

Familia do Sr. José Gomes de Oliveira e Joana Gomes de Oliveira (Dona Janoca)


 A família de Seu José Gomes de Oliveira e Dona Joana (Janoca) Gomes da Costa (Oliveira), que moravam na Gameleira.
 
Na fila de baixo, esquerda para direita: Raimunda (1947), Belchior (1952), Sr. José Gomes (1902), Dona Janoca (1910), Gaspar (1949) e Alzira (1945).
 
Na fila de traz,  esquerda para direita: Lourdes (1930), Braz (1943), Inês (1936), Assis (1937), Conceição (1941), Francisco (1933) e Laura (1940)
.
Filhos ausentes na fotografia: 
Nicinha (1928), Paulo (1929) e Baltazar (1956), esse ainda não havia nascido.
 
Fonte: acervo da família, fotografia gentilmente cedida.



Lançamento da Pedra Fundamental para a Construção da Sacristia


Aos 12/06/1912 era lançada a pedra fundamental para a construção da Sacristia Paroquial da Matriz de Nossa Senhora do Livramento, solenidade presidida pelo Padre Francisco de Assis Inácio. 

O evento, que contou com um grande público, foi registrado em Ata: a "Ata de Solenidade do Lançamento da Pedra Fundamental para Construção da Sacristia".

Na Ata consta as assinaturas dos presentes, porém, as marcas de terras das escavações, já iniciadas naquele momento,  ficou como a digital do compromisso de que a Sacristia se ergueria, conforme desejo dos paroquianos.

segunda-feira, 14 de setembro de 2020

Heronildes Ferreira de Miranda e família


Sr. Heronildes Ferreira de Miranda Câmara, filho de João Ferreira de Miranda Câmara e Vicência de Arruda Câmara.  

Sr. Heronildes está na fotografia com a esposa, Dona Sinana, com o filho Hélio, a nora  Maria José, e os netos Helinho, Hênio, Érico e Elan. - 

Fonte: acervo pessoal de Érico Miranda, gentilmente cedida.

domingo, 13 de setembro de 2020

Batismo de Djalma Maranhão, realizado em Taipu

Assento de batismo de Djama Maranhão, ex prefeito de Natal, filho de Luiz Ignácio (de Albuquerque) Maranhão e Maria Salomé Maranhão (de Carvalho), realizado em Taipu, foram padrinhos, Leônidas de Paula e Maria Leonar de Carvalho. O assento de batismo está registrado no livro 3, folha 18, termo 68, da Paróquia de Nossa Senhora do Livramento. Um detalhe que chama a atenção é o domicílio do pais ser Taipu.

FAMÍLIAS TAIPUENSES DESCENDENTES DE URUAÇU

  Estêvão Machado de Miranda, casado com Bárbara Vilela Cid, filha de Antônio Vilela Cid e Ignês Duarte, eram os pais de três filhas, duas...