sexta-feira, 12 de novembro de 2021

Sino da Igreja Matriz de N. S. da conceição - Ceará Mirim

 

 Um dos sinos da Igreja Matriz de N. S. da Conceição de Ceará Mirim  - Imagens: Kildere Renier

 

Recebi do amigo Kildere Renier fotos de um dos sinos da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, de Ceará Mirim. Kildere, que é um apaixonado por genealogia, é também colega de profissão. Engenheiro, assim como eu, tivemos a oportunidade de trabalhar juntos em um projeto na Refinaria Gabriel Passos – REGAP, Betim/MG.

O sino, que traz estampado em seu corpo a indicação do fabricante, “FUNDIÇÃO DE SINO DE LUIZ DA CRUZ MESQUITA PERNAMBUCO”, traz outra importante informação estampada, a onde, pelas fotos, é possível ler: “OFFERE........CEARÁ MIRIM PELO CORONEL FRACISCO ONOFRE SOARES 1898” (há um erro de grafia em FRACISCO, corrigido com o acréscimo do “N”, pequeno e em baixo relevo).

Li em http://gibsonmachadocm.blogspot.com/2009/10/igreja-matriz-de-ceara-mirim-pedra.html, “CEARÁ MIRIM CULTURA E ARTE, publicação de 6 de outubro de 2009, com o título “MATRIZ NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO”, por Gibson, que o sino teria sido doação do tenente-coronel Francisco José Soares do Engenho Cruzeiro.

Já Kildere, que tem ascendência na família Soares, sugere a possibilidade de ter havido erro de grafia na estampagem, e que, de fato, a doação tivesse sido dos irmãos Francisco José Soares e Onofre José Soares Filho.

Mas, dúvida sobre a doação à parte, outro fato despertou à minha atenção: os nomes dos personagens em discussão serem seguidos pelo “José Soares”, aliais, sobrenome que carregam desde, pelo menos, o bisavô Manoel José Soares, esposo de Felipa Maria de Jesus.

Teria André José Soares, um dos fundadores da Vila de Taipu, tronco genealógico comum com estes ilustres ceará-mirinenses?

2 comentários:

  1. Foi uma agradável surpresa ter reencontrado meu amigo Arnaldo através deste blog. Agora, além da Engenharia temos a Genealogia como ponto de comum interesse. Espero que juntos consigamos encontrar o elo entre André José Soares e meu hexavô Manoel José Soares. E mais, que possamos descobrir sobre os ancestrais dessa querida família Soares, que muito contribuiu para o povoamento e crescimento das cidades de Guamaré e Ceará-Mirim.

    ResponderExcluir

Da passagem de João da Maia Gama, a serviço do Rei, por Taipu.

  DIÁRIO DA VIAGEM DE REGRESSO PARA O REINO, DE JOÃO DA MAIA GAMA, E DE INSPEÇÃO DAS BARROS DOS RIOS DO MARANHÃO E DAS CAPITANIAS DO NORTE...