sexta-feira, 22 de outubro de 2021

Taipu - Eleições municipais 1958

 Panfleto das candidatura de João Praxedes, prefeito, e Lídio Fernandes, vice prefeito, nas eleições de 1958 - Fonte: acervo do Professor Gustavo Praxedes.

 

As eleições para prefeito e vice prefeito de Taipu, ocorridas aos 5 de janeiro de 1958, para a gestão no município no período de 28 de março de 1958 a 30 de março de 1963, foram disputadas por Vicente Ferreira da Cruz, PSD, que tinha como companheiro de Chapa Luiz Gomes da Costa, PDC, contra João Praxedes do Amaral Lisboa, UDN, que tinha como candidato a vice prefeito Lídio Fernandes de Oliveira, PTB.

Naquela época a votação para prefeito era independente da votação para escolha do vice prefeito, assim, era possível elege-se o candidato a prefeito de uma chapa, e o vice prefeito de outra chapa, e foi o que aconteceu em Taipu, elegeram-se, prefeito, Vicente Ferreira da Cruz, e vice prefeito, Lídio Fernandes de Oliveira.

Vale anotar que o Jornal “O Poti”, edição 00964, de 05/01/1958, pág. 06, publicou, equivocadamente, as chapas concorrentes em Taipu como sendo Vicente Ferreira da Cruz com Lídio Fernandes de Oliveira, contra João Praxedes do Amaral e Luiz Gomes da Costa. A imagem do panflete com João Praxedes, Prefeito, e Lídio Fernandes, vice prefeito, desfaz o equívoco.

Ainda sobre as eleições de 1958, que deve ter sido bem movimentada nas prévias às convenções, a julgar pela publicação do jornal “Diário de Natal”, na edição 02943, de 08/08/1952, pág. 8, que noticiara a oficialização da Chapa com Vicente Cruz, pessedista, para prefeito e Herodoto Miranda, republicano, para vice prefeito, para concorrer às eleições de 1952. A chapa não concorreu nas eleições de 1952 e, pelo aqui visto, foi reformulada para as eleições de 1958.

quarta-feira, 20 de outubro de 2021

Casamento de Gevarzio da Silva Saldanha (Cícero Saldanha) e Anna Alves Ribeiro

 Fonte: Cartório de Registros Civil da Cidade de Catolé do Rocha / PB - Acesso via https://www.familysearch.org/ark:/61903/3:1:S3HY-X3ZS-T8Q?from=lynx1UIV8&treeref=G3RM-VM7&i=42&cc=2015754

Aos dezoito dias do mês de Dezembro do ano de mil novecentos e dezoito, nesta Villa do Catolé do Rocha, do Estado da Parayba do Norte, as doze horas, em meu Cartorio, por motivo de força maior, a portas abertas, presentes o segundo suplente do juiz municipal de casamentos deste termo, cidadão Janival Ferreira Diniz, devidamente autorizado para presidir este acto pelo Juiz respectivo, comigo oficial privativo do registro, e as testemunhas cidadãos Nattanael Maia Filho, [?] e Justino Gonçalves da Costa, cidadãos domiciliados e residentes nesta Villa, receberam-se em matrimonio como esposo Gevarzio da Silva Saldanha, nascido em mil oitocentos e noventa e cinco, agricultor, domiciliado e residente neste termo, filho de Vidalina Maria da Conceição, nascida em mil oitocentos e sessenta e seis, domiciliada e residente neste termo, e como esposa Anna  Alves Ribeiro, nascida em mil oitocentos e noventa e um, de profissão doméstica, domiciliada e residente neste Termo, filha legítima de Antônio Alves Ribeiro, nascido em mil oitocentos e cincoenta, e de Alexandrina Maria da Conceição, nascida em mil oitocentos e cincoenta e três, ambos domiciliados e residentes neste mesmo Termo, os contratantes habilitaram-se na forma da Lei apresentando os seguintes documentos: dois atestados comprobatórios da idade de ambos, declarações assignadas pelos mesmo sobre o seu estado, domicílio e residência actual, como sobre a sua filiação, domicilio e residência de pais, declaração das testemunhas maiores Tertuliano Alves da Silva e Nattanael Maia Filho atestando conhecer os nubentes, que não estão inlibidos (?) de casar. Em firmeza do que eu Godofredo Gonçalves Maia escrevi este acto, que vai por todos assignados.

Janival Ferreira Diniz

Gevarzio da Silva Saldanha

Anna Alves Ribeiro

Justino Gonçalves da Costa

Nattanael Maia Filho

Godofredo Gonçalves Maia

 

Nota:

Gevarzio da Silva Saldanha, com a sua esposa Anna Alves Ribeiro, transferiram-se para Taipu e aqui adotou o nome de Cícero Saldanha. O casal era os pais, dentre outros filhos, do Maestro Sinhô Saldanha.

 

quinta-feira, 14 de outubro de 2021

Família SOARES DA SILVA

Arquivo PDF - Click aqui 

 

Dona Maria Soares da Silva, filha de João Soares da Silva Filho e Isabel Soares de Vasconcelos - Fonte: O autor, desenho à grafite.

 

segunda-feira, 11 de outubro de 2021

Wellington Luiz Varela da Costa e Lêda Marinho Varela - 1961.

 Os jovens Wellington e Leda Marinho, em 1961, ainda namorados, na praça Pedro Velho, Natal. - Fonte: acervo pessoal de Dona Lêda Marinho.

Os jovens Wellington Luiz Varela da Costa e Leda Marinho Varela, em 1961, à época ainda namorados, na praça Pedro Velho.

Wellington, que era filho de Luiz Gomes da Costa e Alice Xavier Varela, nasceu em Taipu, onde fora prefeito, Dona Leda, natural de Natal, é filha de Rubens Brandão de Paiva e Lourdes Marinho de Paiva.

Dona Leda Marinho Varela, que foi Secretária Executiva da Prefeitura Municipal de Taipu, é escritora e poetisa, membro da Academia Feminina da Letras do Rio Grande do Norte, da União Brasileira de Escritores – RN e do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Norte. Dona Lêda, autora de 11 livros, continua nos encantar com suas belíssimas poesias, que nos leva à viagens a um passando tão presente em nossas memórias.


 

Da passagem de João da Maia Gama, a serviço do Rei, por Taipu.

  DIÁRIO DA VIAGEM DE REGRESSO PARA O REINO, DE JOÃO DA MAIA GAMA, E DE INSPEÇÃO DAS BARROS DOS RIOS DO MARANHÃO E DAS CAPITANIAS DO NORTE...